Com participação da OAB/SC, projeto incentiva autonomia e inclusão de jovens com Síndrome de Down

07/11/2018 - Geral

Projeto Expedição 21 (3).jpeg

Acontece até amanhã (8) em Florianópolis o Projeto Expedição 21. Desde segunda-feira, 18 jovens com Síndrome de Down estão vivenciando como é morar sozinho. Em uma espécie de reality show, eles estarão participando da primeira Imersão para Pessoas com Deficiência Intelectual da América Latina, em uma casa adaptada para receber os visitantes, em Jurerê Internacional.

A iniciativa é do diretor e autor do filme Cromossomo 21, o educador social Alex Duarte, e tem o apoio de diversas entidades. A OAB/SC, através da Comissão de Direito das Pessoas com deficiência é uma das participantes. A presidente da Comissão, Ludmila Hanisch atuou nesta terça (6) como mentora. Diversas áreas estão sendo contempladas, como: neurociência, comportamento humano, saúde mental e empoderamento.

“A Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência reconhece a importância da autonomia e independência das pessoas com deficiência, inclusive a liberdade para fazer as próprias escolhas, impondo novos alinhamentos no sistema jurídico brasileiro, especialmente sobre a capacidade civil. A Lei Brasileira de Inclusão traz essa visão, com novos paradigmas de apoio e garantias para o exercício do direito das pessoas com deficiência intelectual em igualdade de condições com as demais pessoas”, explica Ludmila.

Todas as etapas do projeto estão sendo filmadas e devem dar origem a um documentário. “Queremos oportunizar que estes jovens se deparem com novas possibilidades e interesses de protagonizar suas vidas, o que inclui pensar e escolher onde morar, com quem morar e quando morar independentemente”, revelou Alex.

“Sinto-me muito honrada em ser uma das mentoras da Expedição 21 e ter tido a oportunidade de compartilhar essa experiência com o grupo. Atualmente temos um novo conceito de dignidade humana relacionado à pessoa com deficiência. O modelo agregado ao conceito de normalidade foi repensado de forma a conter efetivamente o respeito à diversidade humana que intrinsecamente tem diferentes capacidades, potencialidades e possibilidades”, concluiu Ludmila.

Mais de 100 jovens de diversas partes do Brasil e de outros países latino- americanos se inscreveram gratuitamente e as vagas para a próxima turma já estão abertas. Para saber mais, clique aqui.

 

Assessoria de Comunicação da OAB/SC

  • Projeto Expedição 21 (4).jpeg

  • Projeto Expedição 21 (6).jpeg

  • Projeto Expedição 21 (5).jpeg

  • Projeto Expedição 21 (2).jpeg

  • Projeto Expedição 21 (1).jpeg


Últimas notícias