CAASC inicia campanha de vacinação contra a gripe

18/04/2019 - Geral

Vacinação.jpeg

Ação vai até dia 22 de maio e ocorrerá em todas as subseções do Estado

Começa dia 22 de abril a Campanha CAASC de Vacinação contra Gripe 2019, que percorrerá todas as Subseções da OAB-SC. A ação destina-se a advogados, advogadas, estagiários, estagiárias inscritos na OAB-SC e dependentes (cônjuges, filhos acima de 5 anos, netos, pais, irmãos e sogros). O valor será de R$ 30,00 e a vacina aplicada será a tetravalente, que imuniza contra gripes sazonais e H1N1. Para funcionários de escritórios, advogados licenciados e bacharéis em direito o valor da vacina será de R$ 50,00.

“A CAASC está promovendo a campanha de vacinação em todas as subseções do estado, disponibilizando um calendário amplo, para que nossos advogados e advogadas, junto a seus familiares, possam tomar a vacina por um valor bem abaixo do mercado. Convidamos os colegas a participar da campanha, pois hábitos preventivos são a forma mais eficiente de cuidar da saúde”, comenta a presidente da CAASC, Cláudia Prudêncio.

O presidente da OAB/SC, Rafael de Assis Horn, comentou sobre a importância da campanha. “A Caixa de Assistência mais uma vez cumpre seu papel principal, que é o de assistir a advocacia catarinense. A OAB/SC não medirá esforços para auxiliar na imunização dos advogados e advogadas, pois sabemos da importância dessa imunização para esses profissionais que trabalham diariamente em contato com o público. ”

O cronograma completo da vacinação está disponível no site da CAASC, com datas e horários em que as equipes de vacinação estarão em cada uma das subseções, bem como na sede da Caixa de Assistência. Você pode conferir aqui.

A gripe é uma doença altamente contagiosa. Ações simples como lavar as mãos e evitar tocar boca e nariz podem evitar contaminação com o vírus influenza. Como muitas vezes não se pode evitar o contato com pessoas infectadas, a solução mais eficaz é tomar a vacina, indicada pela OMS (Organização Mundial de Saúde).

A vacina contra gripe não pode ser administrada em indivíduos com histórico de reação alérgica a componentes do ovo, timerosal (Merthiolate), neomicina e em estado febril. Passada a fase da febre, a vacina pode ser aplicada normalmente. Nas primeiras 48 horas após a aplicação, podem surgir reações locais como dor leve, vermelhidão ou endurecimento no local da aplicação e, na pior das hipóteses, febre baixa. O início da proteção dá-se entre o décimo e o décimo-quarto dia após a aplicação.

Assessoria de Comunicação da OAB/SC


Últimas notícias